Notícias



ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL REDUZ RISCO DE DEMÊNCIA EM ATÉ 60% DIZ ESTUDO
05/08/2019
 

Segundo pesquisadores, mesmo indivíduos com propensão genética à doença podem diminuir o risco comendo bem, se exercitando e evitando cigarro e álcool.


Não fumar, não beber, se alimentar bem, praticar exercícios e manter a mente ativa. Esses são os principais indicadores de uma vida saudável e com menor risco de problemas de saúde graves, como doenças cardiovasculares e câncer. Agora, cientistas indicam que a manutenção de um estilo de vida saudável pode reduzir também o risco de demência – mesmo para quem apresenta maior propensão genética para a doença.

O estudo, publicado nesse domingo no periódico JAMA, sugere que indivíduos que adotam quatro ou cinco hábitos saudáveis têm 60% menos risco de desenvolver o problema neurológico. Já quem mantém de um a três práticas de boa saúde pode diminuir o risco em até 22%.
 
Outra pesquisa, apresentada este final de semana em Conferência Anual da Alzheimer’s Association, nos Estados Unidos, chegou à conclusão semelhante: manter quatro ou mais desses hábitos reduz o risco de Alzheimer – principal doença neurológica dentro do espectro da demência – em 59%; para quem pratica dois ou três o risco é 39% menor.

“A mensagem central dessas descobertas é que, independentemente do risco genético, as pessoas podem se beneficiar de um estilo de vida saudável. [Isso] pode fazer a diferença”, comentou David Llewellyn, que participou do segundo estudo, à revista Time. 
 
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente mais de 50 milhões de pessoas convivem com alguma forma da doença em todo o mundo. No entanto, esse número deve triplicar até 2050, chegando a 152 milhões.

Os pesquisadores alertam que os novos achados provavelmente não se aplicam a quem já apresenta sinais da doença – mesmo em estágios muito precoces, que podem aparecer até 30 anos antes dos sintomas principais. Portanto, a recomendação é especialmente para indivíduos abaixo dos 40 anos, pois são aqueles que devem vivenciar esse período de crescimento da demência.

De acordo com Llewellyn, a manutenção de um estilo de vida saudável pode indicar um corte significativo nas taxas de demência (centenas de milhares de pessoas). “Isso é realmente fortalecedor. É provável que você reduza substancialmente o risco de demência se mudar para um estilo de vida saudável“, disse à BBC. 

 
Fonte: Revista Veja
 
 

Voltar
 
 
 
wedding dress